Arquivo da tag: José Aguiar

José Aguiar lança webcomic sobre a infância no Brasil

InfanciaBrasil
O quadrinhista José Aguiar estreará um novo projeto que contará a jornada pelas diferentes formas de ser criança através de cinco séculos de História do Brasil.
Trata-se de uma webcomic chamada A infância do Brasil, em que o autor lança seu olhar sobre o passado, para refletir sobre nosso presente. Por meio de uma história em quadrinhos, dividida em seis capítulos, ele leva o leitor a uma viagem pela História do Brasil para descobrir o passado da fase de maior importância na vida de todos: a infância.
00169227
Aqui, ela é retratada por intermédio de momentos pontuais na vida de crianças brasileiras durante os mais de 500 anos, desde o início da colonização do País até os dias atuais. Propõe uma viagem reflexiva sobre a história de um país ainda em processo de amadurecimento, sob a perspectiva humana.
A história poderá ser lida em uma versão comentada. O site apresentará ainda material extra, como textos sobre o contexto histórico que cada capítulo aborda, além de estudos e depoimentos do autor sobre seu processo de criação.
“O formato digital oferece formas de interatividade que seriam difíceis de agregar à história em outro suporte. Por meio deles, posso partilhar mais informação do que aquela visível na primeira leitura da obra. O leitor pode ter acesso às pesquisas, fontes bibliográficas, enfim, ao mundo em que mergulhei para criar essa grande saga sobre a infância”, explica Aguiar.

Evento: Lançamentos de José Aguiar no sábado.

Lançamentos de José Aguiar no sábado

cartaz

O queridão José Aguiar estará na Itiban no sábado, dia 5 de outubro, para falar sobre dois de seus mais recentes projetos. E, é claro, autografar seus livros.

capa_reisetagebuch_alemanha

O primeiro deles é Reisetagebuch – Uma viagem Ilustrada pela Alemanha, feito pelo José quando estava na Alemanha. O outro, Osmose, é um projeto que teve curadoria do quadrinista e foi um intercâmbio entre artistas brasileiros e alemães, com apoio do Goethe-Institut.

Osmose

Veja mais detalhes no release abaixo:

UMA VIAGEM PELA ALEMANHA COM JOSÉ AGUIAR
Palestra, debate e autógrafos de dois livros sobre que unem Brasil e Alemanha
Em 2006 o quadrinista José Aguiar viajou pela primeira vez ao exterior. Foi morar na Alemanha, país que desconhecia e cujo idioma também ignorava. A partir dessa experiência criou uma série de ilustrações sobre as pessoas e lugares que conheceu. Material que virou exposição e, neste ano, dentro das atividades culturais do Ano da Alemanha no Brasil, um livro onde além de seus desenhos, relata as dificuldades de adaptação de uma estrangeiro num país distante. A partir do elogiado resultado de seu projeto REISETAGEBUCH – Uma viagem Ilustrada pela Alemanha, veio o convite do Goethe-Institut para integrar, como coordenador editorial, a equipe do projeto Osmose, um intercâmbio de quadrinistas brasileiros e alemães, cujo resultado também acaba de ser tornar livro. No próximo sábado José Aguiar palestrará sobre ambos os projetos e autografará para os presentes na Itiban Comic Shop em Curitiba, às 17h.
Sobre REISETAGEBUCH – Uma viagem Ilustrada pela Alemanha
Livro viabilizado através da Lei do Mecenato Municipal da Fundação Cultural de Curitiba e o incentivo da Caixa Econômica e da Celepar, com o apoio do Goethe-Institut Curitiba e publicado pela Quadrinhofilia. Em alemão, Reisetagebuch (que, em uma pronúncia aproximada fica: “Ráize-tague-burrr”) significa caderno de viagem. O livro é uma edição bilíngue. Sobre ele o autor fala: “O fato de estar longe de minha casa, num país de idioma completamente diferente, foi crucial para que eu tivesse um ponto de vista peculiar da realidade ao meu redor. Foi uma experiência bastante reflexiva. Ao ilustrar detalhes da arquitetura, cenas curiosas e os diversos tipos humanos que conheci, inverti o sentido original das antigas expedições artísticas. Trago, sob um olhar contemporâneo, um pouco da Europa – uma Alemanha exótica e ao mesmo tempo familiar. Algo que só a linguagem do desenho, da ilustração, poderia expressar corretamente. Foi a melhor maneira que encontrei para falar das pequenas diferenças que separam ou aproximam culturalmente alemães e brasileiros.”

Sobre OSMOSE
No segundo semestre de 2012, três quadrinistas brasileiros e três quadrinistas alemães realizaram um intercâmbio artístico por quatro semanas, em cidades as quais nunca estiveram antes, com a única obrigação de criar uma história em quadrinhos sobre as experiências longe de casa. O resultado chega agora às livrarias, com o livro Osmose: Brasil e Alemanha em Quadrinhos, lançado pela Editora Libretos. A publicação teve a idealização e coordenação do Goethe-Institut Porto Alegre, que partiu em busca de uma equipe familiarizada com a nona arte para colaborar no desenvolvimento da iniciativa. Assim, chegou-se à curadoria do jornalista especializado em quadrinhos Augusto Paim e à coordenação editorial do quadrinista José Aguiar. Depois de minuciosa seleção de candidatos brasileiros e alemães dispostos a trocarem de país por um mês e de produzirem uma história em quadrinhos de dez páginas sobre a experiência, formou-se o time que compõe a obra: Paula Mastroberti trocaria Porto Alegre por Berlim, enquanto Mawil faria o caminho inverso. A alemã Birgit Weyhe residiria em São Paulo partindo de Hamburgo – cidade para onde iria o piauiense Amaral. Já Aisha Franz trocaria Berlim por Salvador e o paulista João Montanaro deixaria sua cidade natal e residiria em Munique. Durante a experiência, cada artista teria o trabalho de abastecer o blog do projeto Osmose com relatos e registros diversos sobre suas impressões da cultura local. Todo o conteúdo produzido então, que não compõe a obra impressa, continua disponível em no blog do projeto.
Um dos principais critérios para a seleção de artistas para o Osmose foi a capacidade de produzirem tanto as ilustrações quanto seus roteiros. Assim, contava-se com a habilidade artística e a curiosidade de cada autor para explorar suas novas residências – daí a diversidade de estilos presentes no livro. Osmose: Brasil e Alemanha em Quadrinhos registra tanto o curioso périplo de Mawil pelo Sul do Brasil quanto a inspiradora poesia visual de Amaral. Ou ainda uma visão da Berlim contemporânea através da reinvenção de Paula Mastroberti sobre um conto dos Irmãos Grimm. Há também uma comovente imersão de Birgit Weyhe no cotidiano paulista, uma narrativa sem texto de Aisha Franz sobre Salvador e um retrato ingênuo e bem-humorado de João Montanaro sobre Munique. A obra integra também a programação da Feira do Livro de Frankfurt. ira do Livro.
Sobre o autor
José Aguiar é arte-educador formado pela Faculdade de Artes do Paraná e quadrinista premiado com obras publicadas no Brasil e exterior. Atualmente publica as tiras FolheteenNada Com Coisa Alguma no jornal Gazeta do Povo, onde também é colunista. É curador e cocriador de dois eventos de difusão da cultura das histórias em quadrinhos: Gibicon – Convenção Internacional de Quadrinhos de Curitiba e Cena HQ, que realiza leituras dramáticas de HQs no Teatro da Caixa. Além de Reisetagebuch – Uma Viagem Ilustrada pela Alemanha, publicou pela sua editora Quadrinhofilia o livro Folheteen – Direto ao ponto.
Saiba mais sobre o evento
Sessão de autógrafos dos livros Reisetagebuch – Uma Viagem Ilustrada pela Alemanha eOsmose: Brasil e Alemanha em quadrinhos, com José Aguiar

Quando: 05 de outubro, às 17hs.

Onde: Itiban Comic Shop, Av. Silva Jardim, 845. f.3232-5367

Cena HQ – Km Blues

Acontecerá no dia 04/09 no Teatro da CAIXA mais um CENA HQ,  obra escolhida desta vez é KM Blues de Daniel Esteves, Wanderson de Souza e William Gene.

O projeto Cena HQ, realizado pela Vigor Mortis em parceria com a Quadrinhofilia e com patrocínio da CAIXA, apresenta nesta quarta 4 de setembro a leitura  cênicas de histórias em quadrinhos.

Cena HQ - Km Blues

Informações:

CAIXA CULTURAL, Rua Conselheiro Laurindo 280. Informações:  (41) 2118-5111.

Ingresso: um livro de quadrinhos ou um livro não didático.

Realização da Vigor Mortis e Quadrinhofilia.

Patrocínio: CAIXA.

Folheteen – Direto ao Ponto de José Aguiar.

Todos somos Malu.

Curitiba, 22 de agosto de 2013

Conheci pessoalmente José Aguiar na última terça em um evento que organizei para meus alunos do Ensino Médio, mas isso não quer dizer que eu conhecia a Malu, sua personagem da tira Folheteen. Em sua fala José me fez voltar a pensar na minha adolescência, minhas dúvidas, problemas e minhas frustrações e parei para pensar.

Minha adolescência não foi fácil (como a de todo mundo), eu também trabalhei em um supermercado (onde muitos anos depois conheci minha esposa), pulava de emprego em emprego, as meninas não queriam saber de mim, pegava o Inter 2 todos os dias lotado e as vezes não me entendia com meus pais.

Imagem

Mas foram essas situações que me tornaram o que sou hoje, sou estudante de Pedagogia, faço e pesquiso quadrinhos.

Imagem

Quando José falou sobre sua personagem, pensei: “Que bom que meus alunos estejam ouvindo tudo isto”. Muitos deles podem estar passando por todos esses problemas, e outros que pensam que por terem uma melhor condição social podem fazer tudo. (e precisavam levar um choque de realidade).

E todo esse debate veio por causa de uma História em Quadrinhos!

Hoje eu li “Folheteen – direto ao ponto”, mas não dentro do Inter 2 lotado, mas sim em um avião a caminho da USP para apresentar meu projeto em um congresso internacional de Histórias em Quadrinhos, quando pensei comigo: “Malu, sua danada! Por sua causa, em uma semana, fui da minha adolescência complicada à realização profissional”.

Se um dia eu pudesse encontrar a Malu no supermercado ou no ponto de ônibus, lhe daria um abraço apertado e diria: “Muito obrigado, por me fazer lembrar que tudo valeu à pena!”

Marcio Garcia

Estudante de Pedagogia

Coordenador do Projeto HqE! – Histórias em Quadrinhos na Escola.

I Simpósio de Histórias em Quadrinhos do TECPUC

Aconteceu hoje, dia 20 de agosto, no auditório Bento Munhoz no Bloco de Mecânica, o I Simpósio de Histórias em Quadrinhos do TECPUC. O evento faz parte do Projeto HqE- Histórias em Quadrinhos na Escola, onde José Aguiar (Gibicon, Cena HQ e Quadrinista), Maristela Garcia (Coordenadora da Gibiteca de Curitiba) e Fúlvio Pacheco (Gerente do Setor Difusão e Artes de PMC e Quadrinista) dividiram suas experiências com os alunos do Ensino Médio Integrado do TECPUC.DSC00295

DSC00308

Fonte: http://www.tecpuc.com.br/noticia.php?ref=32629&id=2013-08-20_46581